Dez hábitos que favorecem o envelhecimento


Com o passar dos anos, a capacidade de renovação das células da pele diminuem, e esse processo reduz a produção das fibras de colágeno e elastina, que dão firmeza e elasticidade à pele. A melanina (pigmento natural da pele) funciona como uma proteção natural do organismo contra a ação dos raios solares, os grandes vilões do envelhecimento. 

O chamado envelhecimento cronológico, que se dá ao longo do tempo, é afetado por fatores ambientais que interagem com a pele (envelhecimento extrínseco). Este em especial, é provocado principalmente pela exposição ao sol, que tem efeito cumulativo e potencializa o surgimento de rugas e manchas. Quanto mais clara a pele (menos melanina), mais rapidamente ela sentirá os efeitos do envelhecimento em comparação com uma pele negra (com mais melanina), que sentirá os efeitos de modo mais ameno.

A herança genética não determina apenas suas características físicas, mas também afeta a maneira como você envelhece. São os hábitos de vida (epigenética) os responsáveis diretos pelas alterações da pele de modo geral. Particularmente no Brasil, a miscigenação se mostra em diferentes tons de pele, como branca, amarela, morena e negra, gerando mais nuances entre os seis fototipos classificados.

Estes são alguns hábitos que podem agravar o nosso envelhecimento:

1. Cigarro


Cada cigarro diminui a oxigenação da pele por 90 minutos! Pensou no efeito de uma carteira ao dia?
Resultado: a pele fica grossa e amarelada, por causa da nicotina, sem viço e opaca. Além de todos os problemas que causa à saúde, o cigarro também provoca distúrbios no metabolismo e acelera a perda de colágeno, células responsáveis por dar sustentação e elasticidade à pele, favorecendo a flacidez.

2.Estresse emocional





Ele altera os nossos hormônios, aumentando a liberação de corticoide endógeno e adrenalina, por exemplo.

3. A poluição


A oxidação é um processo natural que acontece no organismo, mas que envelhece as células. O excesso de poluição oxida as células tanto da pele como do organismo todo. Por isso, para evitar essa reação, é importante proteger a pele diariamente, aplicando protetor solar, hidratante e fazendo a higienização para eliminar as impurezas.

4.Não beber água


A falta de ingestão de água deixa a pele flácida e sem viço, demorando a voltar ao seu estado natural, quando sofre uma distorção. Por exemplo, quando beliscamos a pele, ela logo deve voltar ao seu estado normal ao soltarmos. Se isso demora para acontecer, é sinal de que está desidratada e flácida. Além de deixar a pele hidratada e firme, beber água também favorece a excreção de toxinas, substâncias que prejudicam a pele. O recomendado é consumir pelo menos dois litros de água por dia.

5. Falta de proteção solar


O excesso de exposição solar, e principalmente à falta de proteção solar, é a principal causadora do envelhecimento da pele e de câncer de pele. Sendo que a radiação solar é responsável por 80% do envelhecimento da pele exposta, principalmente nas peles mais brancas, que sofrem este processo precocemente.  Aparecem então, manchas, sardas, flacidez, pele áspera, aumento das rugas e, em alguns casos, câncer de pele. O FPS, para o dia a dia, nunca deve ser menor que 30 para rosto, colo, pescoço e mãos (regiões da pele mais sensível).

6. Ingestão de açúcares e gordura

Em excesso, o açúcar é responsável por outro processo de envelhecimento celular chamado "glicação".  Já a gordura em excesso fica acumulada no tecido subcutâneo de forma irregular, provocando gordura localizada e celulite.

7. Alimentação inadequada


Priorize alimentos ricos em: Vitamina C (laranja, limão, lima, acerola, caju, kiwi, morango, couve, brócolis, tomate), vitamina E (amêndoas, nozes, castanha do Pará, gema de ovo, vegetais folhosos), vitamina A (cenoura, abóbora, fígado, batata doce, damasco seco, brócolis, melão), bioflavonoides (frutas cítricas, uvas escuras ou vermelhas), entre outros nutrientes encontrados em alimentos frescos.

8. Não dormir


Sem sono adequado não existe reparo. Durante o sono, produzimos hormônios "rejuvenescedores", como a melatonina e o hormônio do crescimento. Estes hormônios são "calmantes" e reparadores. A falta de sono provoca estresse e não dá tempo para o organismo descansar. Resultado: pele sem viço e com olheiras.

9. Sedentarismo


A prática de atividades físicas traz muitos benefícios para o corpo e para a pele. Melhora a circulação sanguínea da pele, melhora o metabolismo do organismo (evitando o processo de glicação), combate o estresse e melhora a qualidade do sono. Além disso, combate a flacidez, a celulite e a gordura localizada.

10. Não usar hidratante



É necessário ter cuidados para proteger a pele das agressões externas, como o vento, o frio, a poluição e os raios solares. Um rosto bem hidratado apresenta uma boa elasticidade, já uma pele desidratada costuma apresentar mais flacidez e rugas. Com o envelhecimento, as glândulas sebáceas diminuem em número e tamanho, deixando a pele mais ressecada. 

Gostou da dica de hoje?
Deixe aqui o seu comentário.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.